Buscar

As transformações planetárias - uma breve análise


Vivemos um momento histórico de transformação e transmutação planetária.


Todas as grandes revoluções históricas em que observam-se mudanças econômicas, sociais e comunitárias envolvem um grande colapso do sistema vigente, o que é facilmente observado ao olharmos para a história mundial.


O sistema capitalista chegou em seu auge e precisamos entender o que isso significa.

Para o capitalismo o grande valor é o capital e não a vida humana. Desta forma, podemos explorar os recursos naturais sem nos preocuparmos com o amanhã, podemos encher nossos alimentos dos mais diferentes tipos de venenos, porque precisamos que os “produtos” sejam bonitos e duráveis, produzimos processados em alta escala, sem nos importarmos se eles possuem nutrientes ou não. Inventamos os meios de comunicação em massa e fizemos deles uma grande arapuca, vendendo sentimentos e sensações relacionadas a produtos: “seja feliz, tome coca-cola, “você pode isto, use nike”, e assim por diante. Contaminamos rios e mares, acabamos com nossas florestas, com a qualidade do ar que respiramos e sem respeito nenhum pela natureza destruímos paulatinamente os reinos animal, vegetal e mineral. Com isso, geramos pessoas vazias, consumistas e egoístas onde o “ter” é maior que o “ser”.


Então, um vírus surge na Ásia, em uma das maiores economias do mundo, e se espalha pelo mundo inteiro em dois meses, colocando abaixo os valores capitalistas. Afinal, o que realmente importa, a vida ou o capital? Do que adianta o acúmulo de capital quando vemos países perdendo centenas de pessoas todos os dias? O que fazer diante do caos proposto por um inimigo invisível que se espalha pelo ar e afeta apenas os seres humanos? O que isso quer dizer?


Astrologicamente a conjunção Saturno/Plutão anunciava há mais de ano que um grande processo de transformação e transmutação estava sendo materializado no mundo. Tudo estava sendo preparado há muito tempo e não entraríamos na Nova Era ou Era de Aquário, sem antes passarmos por um longo período de transformação e de ampliação de consciência.


Em dezembro de 2019 temos a entrada de Júpiter em Capricórnio, quando a pandemia começa sua escalada pelo mundo. Júpiter é o planeta da expansão, considerado como o mensageiro do Darma. Em março este planeta se junta a conjunção Saturno e Plutão, sendo que Saturno é o planeta da materialização do carma, e neste sentido, do carma planetário e Plutão está associado às forças regeneradoras, de transformação e transmutação, é o senhor dos infernos, e aí fica fácil entender sua mensagem. A balança do Carma (Saturno) e do Darma (Júpiter) sendo medida e contrabalanceada pelo senhor da transformação e transmutação (Plutão).


O Ano astrológico, que começou no dia 20 de março é regido pelo Sol e co-regido por Saturno. O astro rei exige que tenhamos consciência de nós mesmos e do mundo em que vivemos. Já Saturno, nos permite entender nossos limites e resolvermos nossos carmas pessoais e coletivos. Estes dois regentes evidenciam a importância de ampliarmos nossa consciência ressignificando conceitos e modificando valores.


Tudo que estamos vivenciando e os desdobramentos futuros dos acontecimentos atuais nos trazem uma grande oportunidade de crescimento pessoal e coletivo. Estamos reclusos e podemos finalmente olhar para o que importa, a nossa vida e do planeta em que vivemos, com tudo que é e contém. Este é o momento de entrarmos para dentro de nós, analisar como nossas ações refletem no mundo e do quanto somos afetados por ele.


Vivenciamos esses acontecimentos por alguma razão e devemos aproveitar esse momento para amar a nós mesmos, nossos entes queridos, a vida que esse planeta é capaz de abrigar entendendo que fazemos parte de tudo que existe e que devemos amar e respeitar o que isso significa.


Eleve sua vibração, saindo do medo, do egoísmo e dos sentimentos menores. Não é tempo de culpas ou auto punições, mas de consciência. Sempre podemos aprender com as adversidades e enquanto somos capazes de aprender e nos transformar internamente, nada perdemos.


A construção de um novo mundo, com valores inclusivos, de amorosidade e aceitação está acontecendo neste momento. Há uma nova percepção de mundo sendo forjada e temos na filosofia do Sagrado Feminino as bases para essa nova sociedade: amor e cuidado para com tudo que existe, entendendo que somos em todos, assim como todos são em nós. Ao se amar e aceitar tudo que existe como parte de si, criamos um campo de luz e de elevação. Nos novos tempos que se avizinham não há espaço para segregação e egoísmos.


#Hamadríade #SagradoFeminino #MagiaLuminar #Astrologia #Tarô

39 visualizações

HAMADRÍADE - lARA MONCAY REGINATO

Telefone/ WhatsApp: (54) 99154.1840
Email: laramoncay@gmail.com

COPYRIGHT 2019 HAMADRÍADE