Buscar

Banhos de Assento - Ervas e suas indicações

O banho de assento é uma técnica milenar, usada por todas as nossas ancestrais para manter a saúde íntima equilibrada. É quase milagroso para a vagina: combate infecções, herpes, hemorroidas, controla o corrimento e alivia sintomas como a coceira e irritação vaginal e aquele cheirinho desagradável.


Todo esse poder consiste na lavagem externa da vagina com água morna ou fria combinada com algumas substâncias como ervas, óleos essenciais, vinagre, bicarbonato de sódio e outros elementos que ajudam a equilibrar o pH da região íntima e evitam a proliferação de bactérias e fungos que afetam a área.



As ervas possuem propriedades de cura incríveis e com apenas um pouco de água podemos fazer uma receita poderosa que irá ajudar a manter a saúde de nossa região íntima.


Antes de fazê-lo é preciso saber qual substância diluir na água para cada doença íntima. Por exemplo, o banho de assento para candidíase deve ser à base de substâncias de pH alcalino, já que o fungo causador da infecção gosta de acidez e não consegue sobreviver aos ambientes de fundo básico.


O oposto deve ser feito em caso de vaginose bacteriana, pois esse acometimento prefere ambientes alcalinos, sendo recomendado um banho de assento ácido.


Para um bom banho de assento é necessário ter uma bacia bem grande que caiba água em abundância, e que cubra toda região pélvica até o umbigo. Para cada litro de água é recomendado usar 2 colheres de sopa da erva. as ervas podem ser frescas ou secas e dependendo da finalidade do banho podem ser acrescentadas gotas de óleos essenciais.


Primeiro faça um chá da erva bem forte e dilua com o restante de água em sua bacia. Sente-se confortavelmente dentro da bacia e permaneça por até 20 minutos.

Lembre-se que todo tratamento pressupõe a cura do corpo e das questões emocionais e energéticas que deflagraram a doença no físico. É importante relaxar e estar presente. Acenda um incenso, coloque uma música de meditação e entre em profundo contato com seu corpo.


Os banhos de assento frios devem ser feitos em casos de queimaduras, inchaços e inflamações. É o mais recomendado nos casos de candidíase, já que o fungo da cândida sobrevive melhor em ambientes mornos e úmidos.


Os banhos quentes ajudam a melhorar a circulação sanguínea, aliviar cólicas menstruais e prisão de ventre.


Os banhos de assento são indicados em casos de candidíase, vaginoses, vaginites ou qualquer irritação e/ou desconforto nessa área. Ele diminui a vermelhidão, coceira, o desconforto, corrimentos e até dores porque ajuda a regular a flora vaginal, o pH da vagina e, dependendo da erva usada, pode ajudar a dar tônus à musculatura.


Vamos apresentar algumas receitas:


Bicarbonato de sódio - equilibrador de pH vaginal

Um dos banhos de assento mais comuns é o banho com bicarbonato, pois ajuda a reduzir a acidez da vagina e a deixa imprópria para o fungo Candida Albicans, causador da candidíase. Seu uso não é indicado em casos de Vaginose bacteriana, pois este ao contrário da Candida prefere o pH alcalino.Uma colher de sopa para um litro de água filtrada é uma boa medida.


Vinagre de maçã - equilibrador do pH vaginal

Elemento polêmico dos banhos de assento é o vinagre de maçã, apesar de ajudar a reequilibrar o pH vaginal ele é ácido fazendo com que em casos de candidíase em algumas mulheres o fungo se prolifere ainda mais, piorando a situação. A acidez do vinagre, principalmente o de maçã, pode aliviar corrimentos diversos, vaginose bacteriana e também reduzir a intensidade e a frequência das crises de infecção urinária recorrente. Seu uso é muito recomendado na prevenção de doenças.


Artemísia - Artemisia Vulgaris L.

A Artemísia é famosa por ser a erva das mulheres e o seu próprio nome vem da deusa grega Ártemis que é conhecida como a deusa das doenças femininas, dos partos e da lua. Essa erva tem propriedades de regulação da menstruação, de equilíbrio hormonal e ainda ajuda a restabelecer a perda de sangue da menstruação. É uma ótima erva para a conexão com o feminino e, apesar de a maioria dos banhos de assento não serem recomendados para mulheres grávidas, com a Artemísia deve-se ter um cuidado redobrado, pois ela ainda tem propriedades abortivas.


Calêndula - Calendula officinalis L.

A Calêndula possui propriedades antissépticas, antibacterianas e antivirais. Seu uso é indicado nos tratamentos de hemorroidas, micoses vaginais, candidíase, coceira e pruridos vaginais, cicatrização pós parto e até mesmo prevenir a incontinência urinária.


Orégano - Origanum Vulgare

Além de ser uma erva deliciosa para se consumir, muito fácil de encontrar e que sempre está à mão, o Orégano é antiinflamatório e antifúngico. É ótimo para problemas como a candidíase, dores na menstruação e até, quando consumido em forma de chá, para regular menstruações atrasadas.


Tanchagem - Plantago major

A Tanchagem é uma erva usada principalmente para vaginites ou fungos vaginais, casos de dismenorreia, hemorroidas e ainda ajuda a restabelecer a perda de sangue na menstruação.


Camomila - Matricaria Recutita

Conhecida pelo seu chá e efeitos relaxantes, a camomila quando usada nos banhos de assento traz alívio para dor, desconforto, coceira, vermelhidão e inflamação exatamente por ser uma erva com efeitos calmantes. É uma ótima opção para dar um carinho na sua preciosa e também é uma ótima planta para se colocar em qualquer banho de assento feito.

A camomila atua muito bem nos banhos de assento durante a menstruação para aliviar cólicas, por exemplo, há mulheres que curaram suas candidíases só com o banho de assento feito com a camomila.


Barbatimão - Stryphnodendron adstringens

O Barbatimão é o queridinho das mulheres porque ele ajuda principalmente na revitalização da nossa vulva. Como ele tem efeito adstringente, ajuda a dar tônus na musculatura da vagina e então é ótimo para aqueles dias em que se teve muita relação sexual, revitalizando e deixando sua vulva mais fechadinha. Também é uma erva muito recomendada para mulheres pós parto, para cuidar do períneo e de possíveis lacerações. Além disso, o Barbatimão é anti-inflamatório, antibacteriano e analgésico, ou seja, ajuda a evitar ou combater, por exemplo, coceiras, ardência, cândida ou corrimentos de qualquer origem. Mulheres que estão na menopausa e/ou sofrem com secura vaginal não devem utilizar esta planta, pois por seu efeito adstringente acaba aumentando a secura.


Cravo - Syzygium aromaticum

O Cravo é antisséptico, analgésico, antibiótico e antiinflamatório. Por isso, ele também é muito bom para tratar e prevenir problemas ginecológicos que envolvam desconforto, dores, infecções e até a secura vaginal


Experimenta e nos compartilha sua experiência!


Obs.: imagens coletadas na internet - Google imagens

.


#hamadriade #sagradofeminino #ginecologianatural #medicinaancestral

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Telefone/ WhatsApp: (54) 99154.1840  -  Email: laramoncay@gmail.com

COPYRIGHT 2019 HAMADRÍADE